Técnicas de pavimentação | Confira quais são elas

Técnicas de pavimentação | Confira quais são elas

por | jun 15, 2021

Quais são as principais técnicas de pavimentação?

Existem vários tipos de técnicas de pavimentação utilizadas nas ruas e rodovias do país. A mais comum encontrada nas vias urbanas é o asfalto de concreto betuminoso.

Para dar início a um projeto de infraestrutura rodoviária, é necessário seguir uma série de etapas, que envolvem planejamentos e estudos das técnicas de pavimentação, que envolvem, inclusive, escolher o tipo de pavimento mais adequado para o local.

Além do asfalto, existem outras técnicas de pavimentação, como o concreto, o paralelepípedo e o piso intertravado.

As vias de concreto são técnicas de pavimentação rígidas, mais utilizadas em locais onde há tráfego de veículos pesados e pontos de frenagem, já que é mais durável e não deforma. É feita a terraplanagem, sub-base, uma malha de cabos de aço e depois derrama-se o concreto.

O paralelepípedo é uma rocha granítica, e é geralmente usado em locais onde se precisa diminuir a velocidade do trânsito. As técnicas de pavimentação com paralelepípedo consistem na colocação de areia e montagem das rochas, sendo o rejunte feito de mistura asfáltica ou cimento.

O piso intertravado é parecido com o paralelepípedo, mas são blocos de concreto pré-fabricados, que se encaixam entre si, travando por contenção lateral e por atrito entre as peças. Essas técnicas de pavimentação auxiliam na drenagem da água da chuva, e são mais usadas em pátios, praças e calçadas.

 

Tipos de pavimentação de vias urbanas

É muito importante escolher as técnicas de pavimentação adequadas para cada tipo de pavimento. Por isso, antes de tudo, é feito um planejamento para definir qual deles vai se comportar melhor no trecho da via, a fim de garantir que a infraestrutura seja durável, otimizando o tráfego e evitando problemas e acidentes.

São três os tipos de pavimentação de vias urbanas, cada com finalidades diferentes: a flexível, a semirrígida e a rígida.

A pavimentação rígida tem base de concreto e é aplicada em locais onde há grande movimentação de veículos pesados e pontos de frenagem. É a mais cara das três.

A pavimentação semirrígida é a intermediária. Ela tem base de cimento e é coberta por mistura asfáltica. Usada em pontos específicos de carga mais pesada, é mais durável que a flexível e mais barata que a rígida.

A pavimentação flexível é a mais comum, composta por mistura asfáltica, e é a mais barata, tanto para implementação, quanto para as manutenções.

O asfalto CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado a Quente) é a mistura que reveste o pavimento. No Brasil, 95% das estradas utilizam técnicas de pavimentação de concreto asfáltico. Produzido na usina de asfalto Vila Betume, sua principal função é impermeabilizar e nivelar o terreno.

 

Como é feita a pavimentação asfáltica?

As técnicas de pavimentação asfáltica flexíveis consistem em um revestimento feito de mistura asfáltica e agregados. Esses componentes do asfalto são colocados em camadas de base, sub-base e reforço do subleito.

O processo da pavimentação começa sempre com um planejamento bem detalhado. Isso inclui o estudo do nível do terreno, a fim de regular a altura e análise das propriedades do solo. Além disso, é preciso ter noção do volume de tráfego que o local terá, a localização, projeto de esgoto e drenagem e planejamento dos custos de implementação e manutenção.

Depois de toda essa análise, é feita a limpeza e terraplanagem, para só assim dar início às técnicas de pavimentação.

Primeiramente, é feita a sub-base ou a base granular. É a camada que fica entre o subleito (terreno) e a base. Nesse momento são colocadas pedras, e os espaços vazios preenchidos com pó de pedra, compactados com rolo compressor.

A próxima etapa das técnicas de pavimentação consiste na base. Ela é feita com pedras menores e os espaços são preenchidos com asfalto diluído, a fim de criar liga. É colocada ainda uma camada de emulsão asfáltica para fazer a ligação da base com o novo asfalto, sendo uma espécie de cola para maior aderência.

A última etapa das técnicas de pavimentação consiste no leito, que é uma camada composta de mistura asfáltica, isto é, o asfalto propriamente dito.

O Concreto Betuminoso Usinado a Quente, conhecido como asfalto CBUQ, é uma mistura asfáltica utilizada nas técnicas de pavimentação. Os componentes do asfalto são de agregado graduado e cimento asfáltico, mistura essa que é aplicada e compactada a quente.

A Vila Betume conta com duas usinas de produção asfáltica, com alta tecnologia, equipamentos de qualidade e um laboratório para análise a fim de atender todas as especificações e garantir o máximo de qualidade para suas técnicas de pavimentação.

Outras Postagens

Pavimentação de Estradas Rurais: Benefícios e Importância

Pavimentação de Estradas Rurais: Benefícios e Importância

A Vila Betume, Usina de Asfalto em Cariacica, está comprometida em fornecer soluções de pavimentação de alta qualidade que atendem às necessidades de diversas comunidades.  Desde 2015, a Vila Betume tem se destacado pela ética, transparência e pela utilização de...

ler mais
RAPIDPAV: Saiba o que Pode ser Feito com o Asfalto Ensacado

RAPIDPAV: Saiba o que Pode ser Feito com o Asfalto Ensacado

Bem-vindo ao inovador mundo da pavimentação com a RAPIDPAV, a sua principal usina de asfalto em Cariacica. Comprometida em redefinir os padrões de projetos de asfaltamento, a RAPIDPAV é reconhecida por sua inovação, eficiência e sustentabilidade.  Nosso produto...

ler mais
Importância da Pavimentação Asfáltica Para o Lazer

Importância da Pavimentação Asfáltica Para o Lazer

Existe Relação Entre Pavimentação Asfáltica e Lazer?  Pode parecer estranho à primeira vista associar a pavimentação asfáltica ao lazer, afinal, normalmente pensamos nesse tipo de pavimento em estradas, vias urbanas e estacionamentos. No entanto, o asfalto desempenha...

ler mais